Lições sobre Largar: nº1

Querer Versus Precisar em Auto-Estudo

A última vez que aqui publiquei alguma coisa foi em Março, após o nosso espetacular The Son-Rise Program®. Foi nessa altura que comecei o meu caminho de “largar”, e aconteceu tanto desde então – comigo, com o Jordyn, com o nossoprograma, e com a nossa equipa – por isso – fique atento :).

Durante o Intensive, comecei a perceber o quanto eu precisava de controlar o que me rodeia – que as coisas tinham que se passar de maneiras específicas, que eu nunca me sentia satisfeita com os resultados que estava a gerar com a equipa, com o Jordyn, na minha relação, etc. Comecei a descobrir e a confrontar-me com o facto de que a minha necessidade de controlo mantém as minhas experiências de alegria, satisfação, ligação e liberdade limitadas – já para não falar nos limites impostos às experiências dos que me rodeiam. Esse foi o primeiro passo, perceber o quanto eu era motivada pelas minhas necessidades.

A segunda coisa foi perceber realmente que não faz mal nenhum. Se eu não tivesse aceitado completamente essa minha atitude, teria continuado tudo na mesma (a necessidade de controlar aquela parte de mim que eu não conseguia aceitar). Ao perceber que
não havia mal nenhum (aceitando-me completamente), pude realmente criar uma vontade em vez de uma necessidade de
descobrir e desmantelar as crenças que não me estavam a ajudar.

Querer era a chave para me permitir ser uma detetive feliz de mim mesma, para me ver sob uma lente de aumento, e explorar os fios entrelaçados de crenças e práticas que tinha fiado com tanta perícia para sobreviver e prosperar na vida.

Essa foi a minha primeira lição sobre largar – largar a minha necessidade de largar, e criá-la como eu quiser… somente quando o fiz é que criei o espaço para que as aprendizagens surgissem… imaginem isso.

Onde é que podes transformar uma necessidade numa vontade para conseguir criar liberdade, alegria e descoberta?

Com muito amor – Kelli