O que fazer para tornar “As Coisas Ótimas!”

Isto é o que todos nós queremos.
Todos nós queremos ter aquele sentimento de que tudo está ÓTIMO. À medida que vou trabalhando com famílias de todo o mundo através de Consultas de The Son-Rise Program® ou Outreaches ou quando os pais frequentam os nossos programas aqui no Autism Treatment Center of America, é desejo de quase todos SENTIREM-SE bem sobre o que está a acontecer nas suas vidas, com as suas famílias, com os seus filhos especiais.

CONTUDO, muitas vezes, não é isto que experimentam. Porquê? Se nos queremos sentir bem por dentro, se queremos ter experiências de otimismo, alegria, amor e diversão – porque é que não as temos?
A resposta, como sempre, está dentro de nós. Tendemos a olhar PARA FORA de nós próprios, para o que os nossos filhos
fazem, ou para o que reporta o nosso terapeuta, ou para a assiduidade dos nossos voluntários, ou para o nosso peso, para a arrumação da nossa cozinha… e usamos tudo isto para determinar como vão as coisas. Se as circunstâncias externas das nossas vidas conspirarem e se alinharem perfeitamente (e todos nós sabemos como isso é raro) então permitimo-nos, por um momento, sentir-nos bem.
Se o nosso voluntário se atrasa, ou o nosso filho faz uma birra, ou a balança sobe quando nos pomos em cima dela de manhã, criamos desilusão, stress e até desespero. Isto porque estamos a procurar os nossos bons sentimentos FORA em vez de DENTRO.
Vocês PODEM ter o sentimento de que “Tudo está Perfeito!” se voltarem a vossa atenção para dentro. Se se tornarem no capitão do vosso barco emocional. Aqui ficam três coisas fáceis que podem fazer para reclamar a vossa experiência de vida – são simples e fáceis e SE fizerem pelo menos uma delas regularmente – as coisas SERÃO ótimas!

  • Concentre-se em algo que ESTÁ a funcionar: à medida que o dia passa, tendemos a concentrar-nos noque não está a funcionar e a ignorar o que está. Procure de propósito algo que aconteceu como queria e deixe-se realmente absorver isso.  “Uau – esta manhã tenho os miúdos todos no carro e todos eles calçados!”.
    “Ei, eu fiz uma máquina de roupa, agora teremos roupa lavada”.
    “Esta manhã abracei a minha filha – que maravilha”.
    Encha-se do que ESTÁ a acontecer e que quer que aconteça.
  • Diga Obrigado. Olhe à sua volta, para o seu filho, para o sofá da sala, para o sol que brilha lá fora, e dentro de si mesmo, pare e diga: “Obrigado”. “Obrigado por esta criança maravilhosa”.
    “Obrigada por esta casa que me mantém segura e seca”.
    “Obrigado por esta comida no meu frigorífico que eu posso usar paraalimentar a minha família”.
    A gratidão é uma porta instantânea a sentirmo-nos bem por dentro.
  • Descontraia: Procure o humor da situação. Permita-se descontrair. Quando as coisas se desenrolarem de forma diferente da planeada – ria! Leve as coisas na descontração em vez de as tornar tão importantes. Se o seu frigorífico subitamente avariar (como aconteceu ao meu na semana passada) e você nesse caso tiver que guardar todas as coisas em arcas frigoríficas e  trazê-las para casa de um amigo (o que significa três viagens) e os técnicos de reparação (todos três) lhe disserem que não vão ter disponibilidade nos próximos quatro dias (isto foi verdade!), divirta-se com isso! (É mesmo o melhor que tem a fazer já que não pode fazer nada contra isso). Ligue o temporizador e faça uma competição a ver qual dos miúdos consegue encher as arcas mais depressa, tenha competições de “força” a ver quem consegue carregar o maior saco de gelo. Já que temos que passar por ela – por que não divertirmo-nos com a experiência?

Comece por estes três passos básicos e a partir daí construa a experiência que quiser para si mesmo e para a sua família, INDEPENDENTEMENTE das circunstâncias. É assim que o The Son-Rise Program® funciona – escolhemos a nossa própria
experiência – escolhendo amor, gratidão e alegria.
Escolhendo ter uma vida em que  “As Coisas são simplesmente Fantásticas!”.
Divirtam-se meus amigos!

Bryn Hogan