Conversa de casa de banho

Agora que já tem uma atitude mais descontraída em relação à casa de banho, e começou a mostrar à sua criança como é divertido tratar do nosso corpo desta forma, é altura de os convidar a interagir com tudo o que está relacionado com a casa de banho.
Fazer cocó –  se ainda usa fralda, comece por falar sobre isso e mostrar-lhe o cocó que fez. Em vez de dizer coisas como “blhac” e fazer caretas quando está a mudar a fralda, sorria e mostre-se contente pelo que acaba de acontecer. Você é um modelo para a criança começar a ver como é fácil fazer cocó e que é uma experiência saudável e normal. Pode fazer uma careta engraçada/ positiva e dizer “Oh que maravilha… fizeste cocó! O teu corpo está a trabalhar bem, boa!”. Depois, em vez de enrolar a fralda como se fosse uma bola, mostre à criança o cocó e leve-a à sanita para que veja para onde vai o cocó. Pode dizer “Sabes, o cocó vai pela sanita abaixo. Estou muito contente por te mostrar isso, olha, vê!”. Pode, também, explicar como sacode o cocó para a sanita. Diga-lhes como é maravilhoso que o corpo da criança tenha feito aquilo, que vai puxar o autoclismo e o cocó vai girar sanita abaixo, e festeje isso novamente.
Fazer xixi – como não é possível passar o xixi da fralda para a sanita, tente perceber os sinais de que a sua criança está pronta a tentar cuecas. Quando a criança parece mais consciente da fralda, toca nela, lhe diz que fez xixi na fralda ou até a tira, são alguns dos sinais. Ou então saber quando beberam muitos líquidos e podem estar para fazer xixi em breve. Convide a criança a ir à sanita na altura de mudar a fralda, para que se habitue a estar na casa de banho, a ver a sanita e a associar que é ali que deve ir quando “tiver vontade”. Mostre-lhe como está contente por a criança começar a fazer xixi na sanita, enquanto muda a fralda.
Autism Treatment Center of America, http://www.autismtreatmentcenter.org/