O que é afinal o The Son Rise Program?

Aviso: esta publicação não é uma publicidade ao Son-Rise Program®. Estou a escrever para educar os pais porque este programa mudou, sinceramente, a nossa vida e a esperança que temos para os nossos filhos no espetro.

Se visita o meu blogue há algum tempo, já me ouviu falar sobre o Son-Rise Program® mais do que uma vez. Escrevi uma análise crítica sobre a evolução do autismo (que o descreve) e referi-me à “nossa terapia” regularmente.
Mas hoje quero analisar a questão…
O que é o Son-Rise Program®?
Se tivesse de descrever o Son-Rise Program® numa palavra seria ESPERANÇA. Encoraja-o a abrir todas as portas fechadas que tem no que respeita ao seu filho e aos seus sonhos… “porque não?”. Desafia cada comentário definido e barreiras colocados sobre ele…
“Ele nunca vai falar”.
“Ela nunca vai mostrar afetos”.
“Ele nunca vai ter amigos de verdade”.
“Ela nunca vai conseguir manter um emprego de verdade”.
“Ele nunca vai ser capaz de viver a sua própria vida”.
“Ela nunca vai dizer amo-te. Nunca vai chamar-lhe “mamã”. Nunca se vai rir das suas piadas”.
Nunca.
Nunca.
Nunca.
Diga nunca.
Sobre o Programa
O Son-Rise Program® é uma terapia domiciliar para as crianças com perturbações no espetro do autismo ou qualquer outra perturbação do desenvolvimento. Foi lenta e cuidadosamente desenvolvido pelos pais Barry e Samahria Kaufment, nos anos 70, para o seu filho com autismo Raun, como resposta ao terem sido informados que a única opção seria a sua institucionalização. Agora, Raun está complemente curado do autismo e é o atual diretor-executivo do Autism Treatment Center of America, onde ensina e treina outros pais a fazerem aquilo que os seus fizeram com ele. O meu marido e eu tivemos ambos o prazer de participar nesta formação.
O mais importante que o Son-Rise fez por nós foi redefinir o autismo.
A maioria das pessoas irá dizer-lhe que o autismo é uma perturbação comportamental, mas não é. Se conheceu uma criança com autismo, conheceu apenas UMA criança com autismo porque todos os pais, professores e membros da família sabem que as crianças com autismo se comportam de uma maneira muito diferente. Têm pontos fortes e desafios muito únicos.
Então qual é ligação que as pessoas com autismo têm em comum? São as suas batalhas com as suas capacidades sociais e relacionais. O Son-Rise ensina que o autismo não é uma perturbação comportamental, mas sim socio-relacional.
Pode estar a pensar, “vai dar tudo ao mesmo… importa mesmo como definimos o autismo”?
Completamente, porque a forma como definimos o autismo irá determinar como o tratamos.
Se acreditar que o autismo é uma perturbação comportamental, pode nunca chegar à raiz de nenhum problema. Vai ficar preso na superfície ao tentar acabar com os comportamentos e a tentar, ao acaso, a ensinar competências sociais e de independência.
Mas se sabe que é uma perturbação social/relacional, vai querer, antes de mais nada, chegar à raiz e desenvolver uma relação. Então, esta relação vai ser o ponto de partida para ensinar as competências sociais e de independência de uma forma mais eficaz.
Acredito que todos queremos o melhor para as nossas crianças – todos os pais querem uma relação com a sua criança. Mas a sua abordagem faz toda a diferença.
O que é o Programa

1. Uma maneira de intencionalmente se conectar com a sua criança

 

“Eles mostram-nos a entrada e depois nós mostramos-lhes a saída”.

Esta é a expressão comum entre os professores do Son-Rise. Na base da interação e relação de todos os humanos está a conectividade. O Son-Rise ajuda-o a encontrar o caminho para se conectar verdadeiramente com a sua criança e, no fim, essa conexão é o que ajuda a mostrar-lhes o caminho para o nosso mundo.

2. Lufada de ar fresco

 

Nunca se cansa de trabalhar contra a sua criança?
Sim, eu também.
Muitas terapias para o autismo não vão de encontro onde a sua criança está e, inadvertidamente, cria barreiras entre si e o seu filho. O Son-Rise ensina-lhe duas componentes-chave de união e motivação, tornando-o único dentro das terapias de autismo.
Aqueles comportamentos de autoestimulação que o seu filho tem? Não trabalhe para extingui-los; em vez disso junte-se e acabarão por fazê-los menos vezes.
O princípio clássico de recompensa que a maioria dos professores e pais utilizam (você sabe, “primeiro faz esta coisa horrível e depois dou-te esta grande recompensa”). Esqueça-o e trabalhe antes com a motivação natural da sua criança para que AMEM fazer as coisas terríveis e pensem que são maravilhosas.

Muitas das coisas recomendadas por este programa são o completo oposto daquilo que está habituado a ler nos livros sobre o autismo, assim como ao que está habituado a ouvir de terapeutas e outros profissionais. Fique descansado, isto é bom.

3. Um passo fora da sua zona de conforto

 

Isto não é uma terapia de “declínio”. Isto é uma terapia de “descer aos níveis da sua criança, sujar as mãos, virar a sua vida do avesso durante um bocado”. Uma vez que é um treino conduzido pelos pais, irá ser necessário que se alongue e cresça enquanto pessoa, a fim de ajudar a sua criança a fazer o mesmo. Mas prometo-lhe, vale tanto a pena.

4. Completo

 

Com três filhos “fora da caixa”, não sou nenhuma estranha às avaliações. Tenho capas cheias delas, mas prometo que este programa tem a avaliação mais completa e prática que alguma vez viu. Não há objetivos arbitrários; cada objetivo prepara especificamente a sua criança para o sucesso e até quando a mesma muda para objetivos maiores, o programa redefine as capacidades sociais para além do que muitas crianças normais são capazes. Para além disso, conseguimos parar a terapia da fala porque está incluída no programa.

O que o Programa não é

 

1. Cura Rápida

 

Não há uma garantia de que a sua criança recupere a 100% do autismo… mas talvez possam. E isso é uma promessa muito mais risonha do que a maior parte dos programas terapêuticos. Independentemente do progresso que a sua criança faça (e prometo-lhe, vai ter progressos), levará tempo e energia.

2. O início e o fim

 

O autismo é uma perturbação complicada e não há uma resposta fácil. Tenha cuidado com todas as terapias que afirmam ser a única solução para a série de sintomas e desafios que acompanham um diagnóstico de autismo. A terapia biomédica é só um exemplo de uma terapia complementar que encaixa maravilhosamente com o Son-Rise Program®.

3. Uma nova moda

 

Como referi anteriormente, este programa tem crescido e desenvolvido desde os anos 70. Desde o início, foi criado de pais para pais e acredite em mim, a base de um programa faz a diferença.

4. Fácil

 

Esta terapia não é para todos. Requer um compromisso a longo prazo e não é para cardíacos. Há uma razão para as terapias de declínio e até para terapia biomédica serem atrativas; honestamente não requer muita mudança pessoal em si para conduzir o seu filho a um terapeuta ou dar-lhe um comprimido de manhã e comprar-lhe pão sem glúten. Agora, não estou a descartar essas terapias; acreditamos firmemente na terapia ocupacional, na terapia nutricional S.O.S e na terapia biomédica. Ainda estamos a fazer a terapia biomédica com dois dos nossos rapazes e continuamos a ter bons resultados. O que quero dizer com isto é: esta não é uma dessas terapias. Requer não só sacrifício, mas também uma MUDANÇA da sua parte. Terá de trabalhar em si para que esta terapia resulte.
É NA PRÁTICA QUE SE COMPROVA
Há dois anos, começamos três programas Son-Rise na nossa casa para os nossos três rapazes com autismo, síndrome de Asperger e PHDA (Perturbação de Hiperatividade com Défice de Atenção). Num espaço de dois meses observamos…
· Redução de autoestimulação;
· Aumento do contacto visual e comunicação;
· Muito menos comportamentos agressivos;
· Menos birras;
· Melhor autorregulação;
· Relações mais próximas.
Depois de dois anos com o programa, aqui está onde estamos…
O nosso filho com autismo que começou na fase 2/3 (são 5 as fases desde modelo de desenvolvimento), está agora na fase 4/5. Já não tem problemas com o contacto visual e é um rapaz muito carinhoso. Tornou-se muito mais flexível e é capaz de articular as suas necessidades e pedidos facilmente.
O nosso filho com síndrome de Asperger completou o seu programa depois de começar na fase 3/4. Embora não tenhamos tido a reversão formal do seu diagnóstico, a pontuação do seu ATEC (Formulário para Avaliação de Abordagens do Autismo) foi de 51 para 1. No ano passado, quando esteve na escola pública, formou-se em serviços sociais. Nos últimos cinco anos, fizemos terapia da fala, ocupacional e nutricional. Já não precisa de terapia para o autismo de qualquer tipo.

O nosso filho com PHDA completou o seu programa depois de começar na fase 2/3. Embora os seus sintomas de PHDA não tenham sido revertidos, a nossa relação melhorou imenso e as suas alterações de humor equilibraram bastante. É muito mais fácil trabalhar com ele e porque aprendemos formas mais eficientes de interagir com ele, somos capazes de ajuda-lo a ter mais sucesso socialmente.

Como aceder a esta terapia
A beleza desta terapia, embora desafiante, é a forma como se manteve muito “familiar”. Atualmente, só há apenas um local de formação, o que significa que tem a felicidade de ser treinado pelos fundadores e pela próxima geração que trabalha muito perto com os mesmos. Claro, o desafio é que não vai encontrar onde está agora… a não ser que viva próximo de Sheffield, Massachusetts.
Pode aceder a esta terapia através de duas maneiras…
1. Comprar o livro;
2. Participar na formação da Start-Up para os pais.
Recomendo ambos e aqui está o porquê…
Porque deve comprar o livro
Na minha publicação completa sobre a evolução do Autismo, falo sobre o livro ao pormenor, mas vou-lhe dar umas anotações aqui.
O livro é muito bem escrito. O tom conversacional do Kaufman faz-lhe sentir como se estivesse sentado à sua frente, a desfrutar juntos de um café. Ele entende. Quero dizer, ele entende mesmo. Se alguma vez se sentiu vazio e desanimado depois de ler um livro sobre autismo, deixe-me assegurar-lhe, este não vai deixa-lo a sentir assim.
Este livro descreve o programa todo e embora não substitua a formação de uma semana com os pais, ensina-o como começar em sua casa HOJE.
É uma leitura pesada – com conteúdo, sem palha. Isto não é um livro sobre autismo que o faça sentir caloroso e encorajado, mas que o deixa sem muita aplicação. Cada capítulo está repleto de informação bem organizada, exemplos fantásticos e histórias relevantes. Os capítulos introduzem um princípio ou uma técnica e acabam com três passos muito aplicáveis:
· Hora de atividade! – uma chamada prática para a ação (tenha um lápis pronto);
· Recursos online – vídeos exclusivos para assistir com o principio aprendido naquele capítulo;
· Ponto de partida – um segmento extremamente prático onde pode literalmente pousar o livro e ir logo aplicá-lo.
Conclusão: se ama alguém com autismo, precisa de ler este livro.
http://www.vencerautismo.org/loja
Fizemos IMENSAS terapias para o autismo e prometo-lhe, este é o preço mais baixo que alguma vez encontrei…
Porque deve ir à formação
Este livro – embora seja completo e maravilhoso – simplesmente não consegue substituir o enfoque do repouso e das instruções durante uma semana, a formação de um pequeno grupo onde as suas questões individuais podem ser respondidas, a camaradagem dos outros pais de crianças com autismo que vai conhecer durante a formação e as relações a longo prazo que irá desenvolver.
E não, claro que o seguro não cobra o programa. Mas há bolsas de estudo disponíveis e muitas pessoas (como nós) fizeram uma angariação de fundos para ajudar com os custos também.
Deixe-me convence-lo mais…

Uma semana de descanso sem as suas crianças? Tenho mesmo de lhe falar sobre um retiro pacífico para a maravilhosa Sheffield, Massachusetts, numa casa rustica longe da pressão e do stress de casa com alguém a alimentá-lo com refeições deliciosas? Se isso não o convence, veja isto… e lembre-se é ainda mais arrebatador em pessoa. https://youtu.be/x5CjSXHxcSo

A formação de um pequeno grupo é onde você irá para a escola e ganhar 35 horas de formação. Pode fazer perguntas específicas e ter respostas de qualidade. Para além disso, vai aprender imenso a partir das perguntas de outras pessoas quando as relacionar com a sua própria vida.
A Camaradagem pode ser escassa para as famílias fora da caixa. Alguma vez se sentiu que está numa sala cheia de pessoas e ninguém o entende? Agora imagine que está numa sala cheia de pessoas e todos o entendem. Há poder nos números e é tão reconfortante estar rodeada de pessoas de todas as partes do mundo (na minha turma de 75 pessoas, tinham 23 países representados!) que estão a passar pelas mesmas coisas que você.
As Relações a longo prazo são essenciais para o trabalho do seu programa. Não pode mesmo fazer isto sozinho. Precisa de um orientador. Precisa de consultas telefónicas com os professores e facilitadores. Precisa de outros pais de crianças com autismo para o animar, responder às suas perguntas nos seus grupos privados do Facebook, encorajando-o quando ganha e unir-se a si quando falha. Porque irá. E vai precisar de pessoas para lhe dizer para se recompor, se levantar e tentar de novo.

Pronto para alguma ação?

 

Se agora está a pular de alegria (não o culpo!), pode contactar-me diretamente para mais informação. Ajudá-lo-ei com a inscrição para a formação e responderei a qualquer pergunta que possa ter. Pode enviar-me um email diretamente para rinnace@gmail.com

Todos os links que precisam

Certifique-se de aceder ao website do The Autism Treatmente Center of America (a casa do Son-Rise Program) onde há muita informação, incluindo webinars e vídeos gratuitos. Se preferir pode encontrar conteúdos traduzidos no site da Vencer Autismo ou na pagina do Facebook  http://www.vencerautismo.org

 

Conheça os Cofundadores e tenha uma introdução do programa: http://www.autismtreatmentcenter.org/…
O calendário dos cursos de formação deste ano: http://www.autismtreatmentcenter.org/…
Apoio de pesquisa para aqueles que querem certificar-se que é baseado em provas (eu sei que vocês estão por aí!): http://www.autismtreatmentcenter.org/…. E aqui há mais: https://www.esciencecentral.org/jou….
Como o Son-Rise Program se diferencia da Terapia ABA (Análise Comportamental Aplicada): http://www.autismtreatmentcenter.org/…

Outro Q&A que talvez queira ler: http://www.autismtreatmentcenter.org/…

 

A definição de insanidade está a fazer o mesmo e a esperar um resultado diferente. Se não está onde quer estar na sua jornada do autismo com a sua criança, porque não dar uma olhadela a algo novo?