Atraso na linguagem, soluções e dicas

Uma criança de 2 anos de idade é uma maravilha de se ver. Semana a semana, e mesmo no dia-a-dia, pode parecer que o rosto e o corpo estão em constante transformação e a personalidade única do seu filho realmente começa a sair.

Mas e se o seu filho de 2 anos ainda não fala? E se você não está a ver todas as mudanças dinâmicas e de crescimento que outros pais vêm nos seus filhos de dois anos de idade … ou aquilo que você pode ter experimentado com seus outros filhos?

Esse atraso na linguagem não é necessariamente um sinal de qualquer coisa errada. Entenda que só porque seu filho ainda não fala, isso NÃO significa que tenha autismo. É um único sintoma e pode aparecer em qualquer criança por uma qualquer variedade de razões, incluindo a personalidade ou preferências do seu filho.

No entanto, encorajamo-lo a discutir o desenvolvimento da linguagem do seu filho com o seu médico em qualquer check-up de rotina … e se começar a preocupar-se que o seu filho de 2 ou 3 anos de idade ainda não está a falar e quer encorajar o desenvolvimento da linguagem, aqui ficam sete passos para ajudar a melhorar a comunicação verbal do seu filho:

Passo um.
Seja claro no que quer realmente ajudar
A maioria dos pais é claro no resultado final que procuram: uma criança que consiga comunicar em frases claras e completas. No entanto, as crianças aprendem em etapas, então seja claro em que etapa da comunicação verbal deseja focar-se para ajudar o seu filho. Você está a trabalhar em palavras isoladas e claras, frases de duas palavras, loops de conversação ou flexibilidade no tópico da conversa?

A linguagem é sobre relacionar-se com o outro. Não se trata de palavras em si mesmas.No nosso próprio modelo de desenvolvimento de linguagem, concentramo-nos em ajudar as crianças a deixarem de utilizar o choro, os lamentos, as birras e o uso de gestos físicos como forma de se comunicarem … para usarem a palavra falada. Continuamos a focar em mover crianças de palavras soltas (faladas claramente), para conteúdos expandidos (substantivos, verbos, etc.) e loops de conversação. Queremos que nossos filhos sejam capazes de comunicar o que querem, o que eles não querem, o que sentem e o que é importante para eles. Lembre-se sempre de que o objetivo é relacionar e comunicar-se verbalmente, depois especifique o tipo de comunicação verbal com a qual se quer concentrar com o seu filho, neste momento.

Passo dois. Crie atividades divertidas e interativas com o seu filho.
As crianças são mais propensas a falar sobre atividades que realmente estão a experimentar no momento. Antes de tentar fazer com que seu filho converse, certifique-se de que você e seu filho estão envolvidos numa atividade interativa juntos (por exemplo,fazendo bolas de sabão, cócegas, construção com blocos, cantando músicas, conversas, etc.).

Quando você e seu filho estiverem a divertir-se e a jogar de forma interativa, apresente o seu objetivo, adicionando a solicitação ao jogo. Por exemplo, se você e seu filho estiverem a soprar para fazer bolas de sabão, pare por um momento e incentive seu filho a pedir mais, dizendo: “Mais bolas”. Será muito mais agradável para seu filho e aumentará a probabilidade de ele / ela responder favoravelmente. (NOTA: Se o seu filho é altamente verbal e está muito controlador, então é melhor aguardar o seu pedido e encontrar um momento em que ele pareça mais flexível. O objetivo é divertirem-se juntos e, em seguida, fazer a sua solicitação).

Passo três. Jogue o jogo por alguns ciclos.
Não se apresse ou seja rápido para pedir ao seu filho que trabalhe no objetivo de idioma que você definiu. Mais uma vez, lembre-se de priorizar a interação social primeiro e depois trabalhar na meta. Torne o início da atividade divertida e fácil para seu filho, para que ele gosta de ser social consigo. Depois de completar a atividade por 3-4 ciclos (por exemplo, soprar bolas 3-4 vezes, construir a estrutura LEGO por 2-3 minutos, apreciar o tópico da conversa que seu filho está a partilhar, etc. até que haja espaço para que possa adicionar e expandir a conversa), avance para a próxima etapa.

Passo quatro. Pare e solicite.
Assim que estiverem os dois a divertirem-se no jogo interativo, pare (ou pause) a atividade e solicite seu objetivo de linguagem. Faça o seu “pedido” de forma entusiasmada! Quando seu filho começa a falar, mostre entusiasmo em ouvir a sua voz. Se acredita na capacidade do seu filho de crescer da maneira que solicita, o seu entusiasmo virá de um lugar genuíno.

Passo Cinco. Esperar.
Dê à sua criança a chance de responder. Aguarde um minuto, se ele não começar a falar. Não recomeçe a atividade interativa com muita rapidez antes de permitir que seu filho responda. Dê-lhe uma chance de processar o seu pedido e depois responder. Encontre um equilíbrio entre esperar e manter o jogo em andamento e mantenha-se positivo!

Passo Seis. Comemore e continue a atividade.
Se o seu filho responde de alguma forma ao seu pedido, faça-lhe um grande elogio e rapidamente dê-lhe o que ele quer. Faça isso enquanto continua a criar uma interação divertida e interessante. Após mais alguns ciclos da atividade, pare e solicite novamente (Passo 4, acima). Repita esse processo enquanto o jogo continuar. Se o seu filho não responde e parece estar perdendo a motivação, reinicie a atividade e continue envolvendo-o no jogo interativo. Depois de mais alguns ciclos de reprodução, pare e solicite novamente. (Passo 4, acima)

Passo Sete. Seja persistente.
É importante que você fique forte, apaixonado, à vontade e confortável, mesmo que não receba o que deseja no momento do seu filho. A qualquer custo, evite o comportamento agressivo ou passivo. Você vai querer permanecer amorosamente persistente. Não desista!

Mesmo que seu filho não se comunique claramente com você, ele ou ela regista tudo. O seu filho sente o que você está sentindo, percebe as expressões no seu rosto e na sua linguagem corporal. Faça o seu melhor para se comunicar e demonstrar amor, aceitação, encorajamento e acima de tudo – permissão para que ele seja quem e como quer ser nesse momento.

Talvez seja necessário solicitar algo muitas vezes antes do seu filho responder ao que lhe está a perguntar. Tudo bem. Seja determinado. Mesmo quando o seu filho não responde a um pedido, saiba que está a construir uma base para o sucesso futuro ou com a próxima pessoa que interagir com ele.

Para algumas crianças, o desenvolvimento da linguagem é um processo, como uma dança complicada que eles estão aprender. Eles podem não aprender simplesmente sendo informados sobre como a dança é realizada, ou mesmo sendo mostrada a dança. Eles precisam praticar a dança e participar nela com seu parceiro de dança.

Seja o parceiro de dança do seu filho.

Raun Kaufman