Como estabelecer limites com o seu filho

Definir limites é uma parte essencial da parentalidade e é uma parte muito importante de ajudar nossos filhos a crescer para serem adultos saudáveis e que funcionais.

Definir limites é um ato de amor !!!! “

“No The Son-Rise Program®, estabelecemos limites em três áreas principais: coisas que se relacionem com a segurança e higiene da criança, a segurança e o bem-estar dos que a rodeiam e o bem-estar do ambiente que as rodeia.

Estes são os passos que seguimos:

Quando nossos filhos estão a fazer algo que é inseguro ou que pode prejudicar alguém (ou danificar o ambiente), pedimos calmamente e amorosamente do que necessitam. Por exemplo, se uma criança está a subir para uma prateleira alta, em vez de gritar “Não faças isso!”, Calmamente e amorosamente dizemos: “quero que desças daí agora, pois quero que estejas seguro”

Então, adicionamos uma explicação, a razão pela qual esse limite é importante. Por exemplo, “Esta é uma superfície alta, podes cair e aleijar e eu amo-te e quero-te manter seguro!”
Os nossos filhos são muito inteligentes e entendem o que lhes dizemos. Ao explicar aos nossos filhos por que estabelecemos limites, estamos a dar-lhes a oportunidade de saberem que o fazemos por amor e porque nos preocupamos com eles.

Quando estiver fora de perigo, dê à sua criança a chance de responder ao que lhes pedimos, antes de tentar afastá-la de uma situação particular. Nós achamos que, quando pedimos calmamente o que queremos, muitas vezes nossos filhos seguem o que pedimos sem que precisemos de ser nós a retira-los.

Celebramos os nossos filhos quando cumprem os limites definidos! Por exemplo, se eles param de puxar uma cortina ou quando eles param de subir para uma superfície alta e insegura. Focando-nos nos aspectos positivos, ajuda os nossos filhos a fazê-lo mais.

Nós impomos os limites a coisas que realmente têm que ver com segurança e higiene. Então, pode perguntar-se , esta é realmente uma preocupação de segurança e saúde e um limite verdadeiramente necessário?

Nós retiramos temporariamente do ambiente dos nossos filhos, coisas que são muito difíceis para eles “resistirem” e que não são seguras. Por exemplo, se os nossos filhos estão constantemente a desenhar com marcadores em si mesmos e acreditamos que isso não é saudavel, então retiramos os marcadores até que os nossos filhos tenham superado a sua necessidade de desenhar em si mesmos. Damos-lhes outra alternativa, nesta situação damos lápis ou crayons para desenhar sobre papel.

Acreditamos que nossos filhos podem e continuarão com os limites que estabelecemos! A nossa confiança determina como os nossos filhos vão responder.

Sugerimos que fique calmo, relaxado e amoroso. Esta é uma ótima oportunidade para você ajudar seu filho a aprender habilidades importantes que o ajudará a navegar pela vida de forma bem sucedida.
Saiba que, como pai, você é (muitas vezes) aquele que pode ensinar seu filho essas habilidades da maneira mais amorosa e descontraída! “