O que é o Neurofeedback?

O Neurofeedback é  um método  não invasivo e não farmacológico e sem efeitos secundários.

  • Permite uma auto regulação do cérebro de forma a que possa por si resolver questões relacionadas com a área mental, física e emocional.
  • É um tipo de biofeedback que se baseia na medição da atividade elétrica cerebral através da medição das ondas cerebrais.
  • O Neurofeedback é um treino direto das funções cerebrais através do qual o cérebro aprende a funcionar de uma forma mais eficiente.
  • É um exercício cerebral gradual de auto aprendizagem e auto regulação.
  • Resultado: auto- regulação! O objetivo é ter um cérebro estável e flexível que consiga estar num estado de ativação ótimo, mediante o desafio ou função a desempenhar.

 

Como é uma sessão de Neurofeedback?

  • Os parâmetros a modificar bem como a localização dos sensores e a frequência utilizada, é única para cada pessoa, o tratamento é único para cada pessoa e não para cada patologia.
  • Durante sessão, o objetivo que o cliente esteja relaxado e motivado.
  • Os efeitos da sessão podem ser notados logo após a primeira sessão.
  • Os efeitos da primeira sessão podem ser positivos ou menos positivos uma vez que estamos a acertar frequências, no caso de serem menos positivos o efeito é revertido na sessão seguinte.
  • Mínimo de 20 sessões.
  • Frequência das consultas: 2 vezes por semana.
  • Consulta aproximadamente 1 hora.
  • Qualquer pessoa de qualquer idade pode beneficiar deste tratamento.

Áreas de aplicação

  • Autismo
  • problemas obsessivos,
  • distúrbios do sono,
  • epilepsia,
  • deficit de atenção,
  • hiperatividade,
  • coordenação motora,
  • articulação da fala,
  • ansiedade,
  • auto agressão,
  • hiperestesia sensorial,
  • mudanças rápidas de humor,
  • consciência e interesse sócio emocional,
  • estereotipias, entre outrosDurante a sessão permanecerá sentado e confortável. São colocados sensores no couro cabeludo e orelhas que transmitirão informação que é convertida em sinais de feedback através de um software próprio. Pode, durante a sessão  ver o que mais gostar, desde um filme a um desenho animado ou ouvir o seu cantor favorito ou jogar jogos de computador.

O que esperar?

  • Melhorias nos sintomas, com efeitos de longa duração
  • Aumento considerável da qualidade de vida
  • Resultados mais rápidos nas outras terapias – 69,1% média de distúrbios otimizados.

Metodo Othmer

O método de Othmer, corresponde a um método de neurofeedback que consiste na utilização de frequências infra-baixas (0.001 mHz a 100mHz), utilizando-se um amplificador de sinal. Neste método não há um padrão específico de frequências de referência (base de dados) ou seja não existe comparação entre as leituras das frequências do paciente com uma base de dados de frequências-padrão de indivíduos neurotípicos, havendo em vez disso, uma busca pela frequência ideal para o paciente e para cada hemisfério cerebral, é um treino individualizado para cada paciente.
Nessa procura, a referência são os sinais e sintomas do paciente, ou seja, quando se observa uma melhoria destes, a frequência de treino é ideal para o paciente, sendo necessária um ajuste constante da frequência do treino de
neurofeedback, aos resultados verificados no paciente. Neste treino, há mais informação por unidade de tempo e o sinal é contínuo, havendo um registo de atividade mais abrangente e um controlo mais preciso. Além disso, comparativamente com métodos que utilizam altas frequências, em que o sinal é mais complexo e é influenciado por vários fatores, neste tipo de frequências o sinal reflete de forma mais pura a ativação cortical. O cérebro actua por si só e não implica que o paciente tenha consciência do objetivo do treino.

Links Úteis: