Protocolo para dormir do The Son-Rise Program®

Este podia ser o seu filho/a… A dormir pacificamente na sua própria cama.

Tantas das nossas crianças têm problemas com o sono: com o irem dormir, mantendo se a dormir, dormirem nas suas próprias camas, etc. Isto, como vocês sabem, resulta convosco a terem problemas de sono.

 1. Esteja preparado

Para que este protocolo resulte, é preciso queiram que isso aconteça. Para você poder ver os benefícios no seu filho e na sua família você tem de estar preparado para ver o seu filho a dormir sozinho.

2. Acredite que o seu filho pode mudar

Mesmo que o seu filho tenha problemas de sono há anos, isso não quer dizer que ele não seja capaz de dormir sozinho. O cérebro muda em resposta a vários estímulos e circunstâncias. Ao mudar os seus comportamentos à hora de ir para a cama e na hora de dormir, estará a oferecer ao seu filho (e ao seu lindo cérebro) a hipótese de mudar as suas respostas.

3. Todos nós temos a capacidade de adormecer

Quando somos bebés, associamos coisas como o som do coração da nossa mãe a bater, o cheiro da sua pele e o som da sua voz com um efeito calmante para irmos dormir. Quando estamos cansados, ela pega em nós ao colo outra vez e oferece-nos o som da sua voz e do seu coração e nós usamos isso para adormecermos e relaxarmos. Tipicamente, quando as crianças crescem nós começamos a pô-las nas suas próprias camas e através desse processo, elas começam a acalmar se sozinhas, talvez abraçando um ursinho de peluche ou balançando para a frente e para trás. Podem também envolver a almofada nos braços e suspirar, ou então esfregar um pé no outro. Substituem assim as pistas antigas por novas criadas por eles.

Para os nossos filhos que são únicos ou estão no espectro do autismo, muitas vezes este processo natural não ocorre e eles continuam a associar o cheiro e os sons dos pais para adormecerem e por isso parecem precisar do papá e da mamã para serem capazes de adormecer ou para voltarem a dormir caso acordem (os que têm visitas a meio da noite sabem do que estou a falar). É muito importante, essencial na verdade, que vocês acreditem que quando derem oportunidade ao vosso filho, ele é perfeitamente capaz de criar novas pistas que lhe vão oferecer a mesma mensagem calmante de ir dormir que eles tinham convosco.

4. Prepare se para seguir estes passos

Umas semanas antes de usar o protocolo, comece a contar no calendário. Explique ao seu filho (independentemente da sua idade) o que vai acontecer. “hey campeão! Tenho excelentes notícias! Tu vais poder começar a dormir sozinho na tua cama como o grande menino que és! Neste dia (enquanto lhe mostra o dia no calendário) vais ser finalmente capaz de dormir sozinho! Não é incrível?” vá mencionando isso durante vários dias e várias vezes ao dia.
Diga ao seu filho que lhe vai comprar um novo e fabuloso amigo para dormir. Isto significa que no dia anterior a ele dormir na sua cama sozinho você vai a uma loja escolher um fantástico peluche novo (pode levar o seu filho consigo para ele escolher um). Também deve pegar numa t-shirt e dormir com ela um dia ou dois para ela absorver o seu cheiro ou o cheiro da mãe, e vai colocar a mesma no novo amigo do seu filho para que ele durma com o cheiro familiar daqueles que mais ama.

No dia em que vocês o colocam na sua cama digam lhe “isto é fantástico! De agora em diante vais dormir na tua própria cama e o pai e a mãe vão dormir na cama deles.”

5. Apliquem-no

Depois de deixarem o vosso filho no seu quarto, parem e aceitem- estão por vossa conta agora. Se o vosso filho chorar não há problema, essa é possivelmente a parte do processo que eles usam para encontrarem o seu próprio som relaxante (ouvi dizer que muitas crianças transitam de um choro para um suspiro na hora de dormir). Se o vosso filho sair do quarto, vocês devem pegar lhe na mão e de forma calma e carinhosa, levá-los de volta para a sua cama (sem falarem muito) e lembrá-los que podem ficar na sua própria cama. Se mais tarde o vosso filho for para a vossa cama, repitam o mesmo processo.

6. Mantenha o rumo

Talvez tenha de os levar de volta para a cama ou acordar a meio da noite e levá-los de volta para a cama deles 10 vezes numa só noite. Ou até mesmo 10 vezes por noite durante sucessivas noites. Enquanto eu sugiro que estejam preparados para o fazer o projeto durante 10 dias, a maioria das famílias com quem tenho trabalhado (as crianças abaixo) têm tido sucesso entre 24 a 48 horas. Lembrem-se, o vosso filho não vai dormir magicamente na sua própria cama, eles precisam da vossa ajuda para os guiarem e do vosso apoio para fazerem a transição. Ao continuarem no rumo e se forem consistentes e insistirem vão lhes oferecer esta fantástica oportunidade de crescer.

Bónus especial

Vocês vão dormir mais. Se estiverem mais repousados, vão provavelmente ter mais energia, mais ideias criativas. Mais paciência, mais vigor, vão conseguir reter mais informação e aumentam a vossa habilidade de serem brincalhões.

O que há para não gostar?