As dificuldades de ter um filho com autismo e outras crenças!

“O difícil não o vêem? O meu filho tem 18 anos; sou pobre; ele não tem terapia e eu não durmo a pensar no seu futuro, tenho 60 anos, de que viverá ele?”

As perguntas feitas por uma mãe não me surpreenderam. Estas são as mesmas perguntas que nós fazemos constantemente; todos os pais de crianças com autismo. Todos nós já não dormimos a pensar no futuro …

Mas vamos por partes.

VER O DIFÍCIL:
Há coisas que parecem ser dificuldades, vamos chamá-las de DESAFIOS. Eu gosto mais desta palavra porque nos obriga a ir mais longe do que pensamos, para superar um objetivo nosso, para ganhar a nossa própria competição
.
Por outro lado, as coisas são difíceis apenas se acreditarmos que assim seja. Eu sei que parece quase um insulto, mas é uma realidade. Se vemos dificuldade, obteremos isso e, se, pelo contrário, nos concentrarmos em que as coisas se “resolvam” …assim será (quase por magia).

MEU FILHO TEM 18 ANOS:
O menino é um homem de pleno direito e já superou todas as etapas de maiores desafios. Ele já é mais estável, ele já sabe como o mundo funciona e as pessoas que o habitam. Isso é bom, já quase não há surpresas.

SOU POBRE:
É uma declaração muito poderosa e limitante, suponho que isso significa que não tenha o dinheiro que gostaria. A questão é se o dinheiro poderia comprar as coisas que mais quer: o dinheiro não compra felicidade nem tranquilidade. É melhor focar-se no que TEM e agradecer. Há outros que nem essas coisas têm. Em vez de se concentrar na falta, concentre -se na abundância.

Quando eu estava desempregado, cheguei a pesar 55 kg e estava cheio de esperança.
Quando se trata de dinheiro dizer essas coisas pode parecer ofensivo para muitos, mas é assim que as coisas funcionam.

Além disso, sou pobre do que? Se eu tiver amor, eu tenho tudo.

NÃO TEM TERAPIA:
O Programa Son-Rise fornece estratégias muito úteis de forma gratuita através da Internet e rapidamente consegue aplicar as tecnicas (nós ajudamos com a tradução!)Não dependa do que o Estado ou as instituições fornecem. Os pais são o melhor recurso e os melhores professores dos seus filhos (veja o pai de Mozart).

NÃO DORMO A PENSAR NO FUTURO:
Todos nós já não dormimos a pensar no Futuro (feio e dramático).
“Bears” Barry Neil Kaufman diz que preocupar-se com o futuro é como querer comer o buraco do donuts. Simplesmente o futuro é algo que NÃO EXISTE. Nós só temos o presente para trincar e mastigar. Devemos sentir hoje e preparar hoje o futuro que queremos. Às vezes isso significa deixar a nossa zonas de conforto e mudar nossa personalidade.

EU TENHO 60:
E eu tenho 47 anos, isto é, que em alguns anos eu estarei lá e meu filho terá 25 anos. Eu decidi ficar o mais jovem possível através de alimentos e exercícios (o último está pendente, por um curto período de tempo).
A idade é o que pensamos que significa. Eu considero-me preso aos 25 anos em mente e espírito. Antigos são os trapos.

DE QUE VAI VIVER?
Do AMOR.
Porque (recorda-te) é um enviado especial …

Dany, o pai de Ivan

Siga a pagina do IVAN e inspire-se com esta maravilhosa família Argentina
https://www.facebook.com/ProgramaIVI/