Já comeu sopa de dragão?

De Alison: O Jordan adora sopa de cenoura e, se ele escolhesse o menu de almoço, comeríamos sopa de cenoura todos os dias. Eu quero que ele coma de modo variado, aqui está aquilo que eu fiz para persuadi-lo a provar sopa picante de pastinaca. Apresentar alimentos variados aos nossos pode ser um campo de batalha para todos os pais, mas não precisa de ser. A nós, pais Son-Rise, ensinam-nos outra maneira de apresentar comidas aos nossos filhos – de maneira divertida!
Primeiro, verifiquei a minha atitude: como me sinto em relação à introdução de sopa de pastinaca picante? Eu gosto desta sopa, por isso sabia que era boa para comer. Sabia que era saudável para ele e estava, assim, segura de que não o estava a envenenar. Sentia que era a coisa certa a fazer. A minha próxima pergunta foi: o quão apegado eu estava ao gesto de a sopa passar os lábios dele e percorrer o caminho todo? Este tem sido muitas vezes o lugar onde tenho minado o meu esforço por estar muito apegado ao resultado, mas hoje senti-me relaxado. Então, o que fazer? Considerei suborná-lo com uma tarte de geleia: “se comeres esta sopa deliciosa, podes comer uma tarte de geleia”. No entanto, o que o Jordan teria percebido na realidade seria: “se precisa de me subornar, a sopa deve ser mesmo desagradável”. Percebi que, na verdade, esta seria uma técnica usada num programa ABA – dê a sopa à criança e, de seguida, reforce a ingestão com uma tarte de geleia. Como não tenho intenção de fazer ABA com o Jordan, decidi fazê-lo de forma diferente. Com o Son-Rise, nós fazemos tudo da maneira o mais divertida possível para que possamos ser uma boa notícia para os nossos filhos – a minha relação com o Jordan é muito mais importante do que se ele come a sopa ou não. Entro no palco com duas tigelas fumegantes de sopa de dragão: “Sabias que, se comeres sopa de dragão, a tua boca fica tão quente que consegues respirar fogo?” O Jordan diz logo que não gosta da sopa, mas eu como uma colherada e, com todos os 3 E’s a disparar em todos os cilindros, solto um rugido poderoso e respiro fogo à volta da sala. O Jordan começa a rir, pega na colher e começa a comer. Em pouco tempo, tornamo-nos ambos dragões, os dois a respirar fogo, escamosos, a matar gigantes, guardiões do castelo – absolutamente hilariante! Eu terminei a minha sopa rapidamente, mas o Jordan ainda tinha meia tigela, por isso, transformo-me num ogre malvado, que usa uma palhinha para soprar ar frio sobre o dragão, para apagar o fogo. O Jordan não quer que o seu fogo seja apagado e começa a comer a sopa o mais rápido que pode para manter o fogo forte. Muito divertido, e adivinhe – o Jordan gosta de sopa de dragão!!!

Fonte: https://goo.gl/UwVbfg
Traduzido por: Sara Pereira