Construir a interação

Os nossos filhos no espectro do autismo dão-nos sinais de que estão prontos para interagir connosco e a qui no Centro de Tratamento de Autismo da América chamamo-os de “luzes verdes da interação”. São quando o seu filho olha nos seus olhos, ou fala consigo ou tem contato físico consigo, como aprender no seu ombro ou sentado no seu colo, esses sinais mostram-nos que eles estão interessados em nós, em vez do seu próprio jogo exclusivo.

O que fazer quando vê essas luzes verdes?
Em primeiro lugar, comemore o seu filho pela interação que ele lhe está a dar. Deixe-o saber sinceramente o quanto você ama quando ele olha nos seus olhos, toca em si ou fala consigo. Se ainda estiver a olhar para si, a conversar consigo ou a tocar-lhe quando terminar de o festejar, faça algo.
Muitas vezes, quando os filhos se conectam, os pais fazem perguntas como forma de manter a interação. Aqui descobrimos que uma pergunta pode acabar com a interação, sugerimos que, em vez disso, VOCÊ faça algo divertido e convincente que possa ser uma forma de entretenimento ou interessante para o seu filho. Desta forma, eles têm algo que não exige que eles trabalhem.

Que ações pode fazer?
Pode fazer uma dança tola.
Pode tocar um instrumento, como uma harmonica.
Poder começar a desenhar uma imagem engraçada
Pode atirar uma bola ao ar e tentar apanhá-la com o pé.
Pode começar a saltar no trampolim.
Pode começar a cantar uma música.
Soprar bolinhas.
Contar uma história.

Não importa o que seja, o importante é começar a fazer algo que o torne interessante para o seu filho. Algo que possa convidá-lo a ficar um pouco mais consigo, continuar a olhar para si, falar consigo. A ideia não é pedir-lhes para fazer alguma coisa logo no início, mas sim mostrar-lhes que você tem algo divertido a oferecer.

Kate Wilde

Traduzido por: Eliana Joaquim
Fonte: https://goo.gl/MfVZ3o