Como motivar a sua criança a usar a casa de banho?

Se estiver interessado em ensinar o seu filho com autismo a usar a casa de banho ou estiver a relembrá-lo depois de um intervalo, vou compartilhar algumas ideias para o ajudar no caminho para o sucesso do treino higiênico!

Disseram a muitos de nós, durante anos, que todas as coisas relacionadas com o xixi e cocó são sujas e nojentas. Somos ensinados que a arte de fazer xixi ou cocó é algo que mantemos entre nós, não falamos sobre isso, não queremos sentir o cheiro (pense em purificadores de ar) e, definitivamente, não queremos vê-lo! Todos nós já tivemos a experiência de visitar uma casa-de-banho pública e até ver o xixi ou cocó de outra pessoa que não foi bem lavado do vaso sanitário! Sejamos honestos, fazer xixi e cocó é algo tão natural e normal quanto pode ser. No entanto, ensinamos os nossos filhos a seguir o nosso exemplo e mantê-lo sob sigilo, tal como nós fazemos.

Agora vamos levar os nossos filhos. Alguns deles são aprendizes visuais e precisam realmente de ver as coisas para as entender. Alguns deles precisam de tempo para processar, portanto, talvez precisem de ouvir um conceito ou uma ideia várias vezes. Outros podem precisar de demonstração da nossa parte para verdadeiramente aprender, portanto, tudo isto requer uma mudança dos nossos pensamento e crenças atuais sobre a casa-de-banho. Em vez de tentar esconder tudo o que seja xixi e cocó, sugerimos que comece a divertir-se com este assunto das seguintes maneiras.

1) Diga-lhes e mostre-lhes o que está a acontecer com o corpo deles. Por exemplo, da próxima vez que estiver a fazer a troca de fralda do seu filho e ele fizer cocó, mostre-lhe uma cara sorridente e animada, em vez de uma que diz “nojento”, e deixe que ele o ouça dizendo “Conseguiste! Fizeste cocó! O teu corpo é incrível e fez exatamente o que deveria fazer, yay! Em vez de enrolar a fralda imediatamente e tirar o cocô, mostre-lhe o cocô na fralda para que o possa ver e, de seguida, diga-lhe para ir à casa-de-banho para que possa mandar aquele pequeno (ou grande) cocó à sanita e ele possa ver exatamente para onde é suposto ir. Este é um passo importante para que eles reconheçam o que o corpo deles faz e para que vejam para onde este deve ir depois de o ter feito. Que melhor maneira de começar este processo?

2) Diga-lhes como reconhecer os sinais que o corpo lhes dá. Uma coisa que é vital para eles entenderem, de maneira a terem sucesso, é eles saberem como o próprio corpo se sente e funciona. Nós sabemos quando temos xixi e sabemos quando temos cocó. Isto acontece porque os nossos corpos nos dão mensagens diferentes.

Vamos explicar isto para os nossos filhos e ajudá-los a perceber os sinais que recebem. Por exemplo, quando tiver que fazer cocó, diga: “Ooh! Eu tenho uma sensação, uma sensação de empurrar na minha barriga … Eu acho que preciso de fazer cocó!”. Fique empolgado com isto e saiba que os seus 3 E’s (energia, excitação e entusiasmo) são algo que os nossos filhos tendem a notar e a gostar. Anuncie que está a ir para a casa-de-banho e, de seguida, propositadamente, não descarregue o autoclismo. Eu sei, eu sei, é o oposto do que quer fazer, mas então, eles precisam de ver cocó na casa-de-banho para reconhecer que o cocó deles também deve estar lá, certo? Com xixi, pode fazer a mesma coisa; deixe-os saber o que sente no seu corpo e como sabe que tem que fazer xixi. Se puder levar o seu filho para a casa-de-banho com você, então ele vai ouvir o som do xixi e pode conversar com ele, dizendo todos os passos de uma forma animada (por exemplo, “Estou a fazer xixi no penico!” “Sinto-me muito melhor agora que fui fazer xixi! ”,“Agora, para a parte divertida… precisamos de soltar tudo! ”. Se está a ler isto como Pai de meninos, definitivamente mostre como faz xixi para que eles possam vê-lo a ser feito.

3) Torne-o divertido e motivador para o seu filho. Antes até de decidir fazer a transição para roupas íntimas e tirar as fraldas, pense em maneiras através das quais pode levar o que eles gostam para a sanita e convidá-los a sentar-se nela. Talvez possa decorar a casa-de-banho com algumas fotos divertidas das suas personagens favoritas, por exemplo. Verifique se a casa-de-banho é convidativa para o seu filho sensível: que a iluminação é calorosa e amigável e que não há cheiros intensos de perfumes ou sabonetes. Passe mais tempo na casa-de-banho durante o dia do que costuma fazer. Faça a troca de fralda na casa-de-banho e faça experiências com diferentes tipos de penico que o seu filho pode usar. Aqui estão algumas fotos divertidas de como outros pais decoraram as suas casas-de-banho para os seus filhos:

4) Quando o seu filho estiver a brincar consigo, convide-o para ir à casa-de-banho. Se ele está a desfrutar de um passeio às cavalitas, por exemplo, leve-os num passeio à casa-de-banho, onde cada um faz xixi. Se ele adora os Minions, faça com que um dos seus peluches de Minion se sente na sanita e finja descarregar o cocó a usar uma voz engraçada. A ideia aqui é ser brincalhão, relaxado e não forçar, mas convidar e motivar.

 

Traduzido por: Sofia Coelho

Fonte: https://blog.autismtreatmentcenter.org/2019/04/putting-the-fun-back-into-toileting.html