16 dicas para aproveitar as férias com a sua criança com autismo

De Lisa Jo Rudy

As férias podem ser difíceis para as crianças com autismo. Elas podem ser ainda mais duras com os seus pais e irmãos. Mas a boa notícia é que para cada desafio que pode encontrar, existem soluções do mundo real que pode colocar em prática para tornar a estação brilhante!

Questões sensoriais

Muitas pessoas com autismo têm fortes reações negativas a luzes brilhantes, ruídos altos, sabores e cheiros fortes. As férias podem às vezes parecer um ataque sensorial! Quando estiver a enfrentar a probabilidade de um colapso sensorial, aqui estão algumas estratégias para tentar:

  1. Evite os desafios sensoriais. Você precisa levar o seu filho para fazer compras consigo, ou poderia comprar on-line, encontrar uma ama ou pedir a alguém para trazer alguns itens para si? Atualmente, as opções da Internet são tão boas quanto as compras pessoais; pode até ter entregas a casa.
  2. Escolha opções sensitivas. Enquanto luzes a piscar numa árvore de Natal podem sobrecarregar o seu filho, suavemente mudando as luzes pode encantá-lo. Felizmente, as modernas luzes LED de Natal oferecem várias maneiras de aproveitar o brilho. Você também pode, em muitas cidades, encontrar pais Natal, lojas e outras ofertas de feriados amigáveis para o seu filho. Se estes não estiverem disponíveis na sua cidade, considere ter uma pequena e discreta “visita do Pai Natal” na sua própria casa.
  3. Tenha um plano B em caso de sobrecarga sensorial. Algumas crianças podem lidar com multidões e barulho, mas apenas por um período limitado. Se decidir levar o seu filho com autismo para um grande evento de férias, certifique-se de ter um “plano B”, caso isso acabe por ser demais para ele. Se forem apenas os dois, podem simplesmente sair. Se outros irmãos ou amigos estiverem próximos, saiba de antemão que adulto tirará o seu filho com autismo da situação difícil, enquanto outros poderão ficar e aproveitar a experiência.

Necessidade de rotina e previsibilidade

A maioria das crianças com autismo desenvolve-se em situações consistentes e previsíveis. As férias, claro, são exatamente o oposto. Muitas famílias recebem novas pessoas, novos sons, novos cheiros, novas coisas na casa e grandes mudanças nas rotinas de comer, dormir e brincar. Como pode ajudar o seu filho a aproveitar estas experiências anuais especiais?

  1. Escolha e escolha. A maioria das pessoas com autismo pode lidar com algumas mudanças nas suas rotinas, mas muito poucas conseguem lidar de forma flexível com interrupções completas. Conhecendo o seu filho, você pode escolher os tipos de mudanças que ele pode lidar com mais facilidade. Por exemplo, pode decidir montar uma árvore, mas ficar em casa no Natal ou viajar durante o Natal, mas levar os brinquedos e vídeos favoritos do seu filho e seguir sua programação habitual.
  2. Prática. Se estiver a ir para um evento ou experiência especial, planeie e pratique comportamentos com antecedência para que o seu filho esteja pronto para lidar com algo novo. Por exemplo, se estiver a ir à igreja pelo Natal, leve o seu filho para a igreja decorada num momento tranquilo. Fale com o ministro ou padre sobre músicas e orações a serem esperadas. Será o Natal igual ou diferente de outros serviços? Se houver uma ordem de serviço, partilhe-a com o seu filho. E, como sempre, tenha um Plano B para o caso do seu filho não conseguir passar por tudo.
  3. Diga “não, obrigado” quando necessário. Está convidado para uma festa de Natal e a “família inteira” é convidada a vir. Vai estar lotado e barulhento, e vai manter o seu filho acordado até a hora de dormir. Em casos como esse, a melhor opção é simplesmente dizer não (ou contratar uma ama, se essa é uma opção prática).

Lidar com a família extensa

As férias são especialmente difíceis com a família extensa. Isso porque toda família tem tradições e expectativas, e poucas famílias entendem as necessidades especiais de uma criança com autismo. A sua mãe pode se sentir magoada por o seu filho não gostar do seu molho de amoras, enquanto o seu pai não consegue perceber o porquê de ele não querer assistir ao jogo de futebol. A sua irmã pode ficar chateada porque o seu filho não brinca com os seus primos, enquanto o seu irmão tem a certeza de que o seu filho precisa apenas de um pouco de “amor duro”. Como pode lidar com tantos desafios e expectativas, tudo ao mesmo tempo?

  1. Pré-planeie e traga as suas armas. Você já sabe quais tradições vão criar problemas, e provavelmente tem uma boa ideia sobre como o seu filho reagirá a cada uma delas. Sabendo tudo isso, você pode planear o tempo e partilhá-lo com a família. A chave é que terá de manter o plano, mesmo quando os membros da família preferirem que você não o faça. Por exemplo, pode precisar dizer: “Teremos muito prazer em abrir os presentes de Natal convosco de manhã, mas, em seguida, o Bobby precisa de tempo de inatividade até o jantar”. Pode até mesmo precisar dizer aos membros da família que vai ficar num hotel em vez de se juntar a primos na casa da avó para o fim de semana.
  2. Traga as suas próprias necessidades. Se estiver a sair de casa para as festas, não presuma que alguém terá o que o seu filho precisa para manter o seu equilíbrio. Traga um reprodutor de DVD e vídeos. Embale os alimentos, cobertores, travesseiros e outros pertences preferidos do seu filho.
  3. Explique as necessidades do seu filho. Antes que a sua mãe tenha a oportunidade de ter sentimentos feridos, tenha a certeza de que ela entende que, por exemplo, o seu filho está numa dieta sem glúten, ou não come alimentos novos, ou vai amar um presente de Natal, desde que seja exatamente o brinquedo que ele espera e nada mais. Ajude a família dando-lhes algumas dicas e sugestões sobre a melhor forma de alcançar e incluir o seu filho (e você) modificando as expectativas, escolhendo alimentos específicos ou ligar a TV em certos programas.
  4. Ajude a sua família a ajudá-lo. A maioria das famílias quer fazer tudo o que pode para que você e o seu filho se sintam bem-vindos, mas precisam saber o que é útil. Ajude-os a ajudá-lo! Permita que os membros da família saibam quais presentes de Natal são mais bem-vindos, que tipos de jogos e atividades o seu filho gosta e como tentá-lo com as suas comidas favoritas. Se for apropriado na sua família, também pode pedir uma folga para que também você possa aproveitar o tempo com os seus parentes.
  5. Tenha uma rota de momentos tranquilos. Você e o seu filho precisam de saber o que acontecerá se se divertir muito com a família. O que dirá à sua família e onde irá para ajudar o seu filho a acalmar caso seja necessário? Existe um quarto silencioso disponível? Se não, pode ir para casa ou para um quarto de hotel?

Mais dicas de férias

Aqui estão mais algumas ideias para se manter calmo e feliz durante as férias no espectro do autismo.

  1. Simplifique as coisas. Tem o suficiente no seu prato sem ter de se tornar na Martha Stewart! Monte uma árvore, embrulhe alguns presentes e prepare o bacalhau. E está feito!
  2. Estabeleça as suas próprias tradições. Crianças com autismo amam tradições, assim como toda a gente. Tente criar as suas próprias tradições familiares que sejam fáceis e divertidas para todos, incluindo o seu filho.
  3. Diminua as suas expectativas. Claro, o Natal pode ser uma época em que a família e os amigos se reúnem para uma celebração. Mas também pode ser uma época de contemplação silenciosa, tardes familiares amenas, ou mesmo uma noite em frente à TV assistindo os filmes favoritos.
  4. Cuide dos seus outros filhos. Se o seu filho com autismo tem irmãos, certifique-se de que eles não sejam deixados de lado enquanto cuida do seu filho com necessidades especiais. Se houver tradições ou experiências que eles adoram, eles devem ter a oportunidade de aproveitá-los. Isso pode significar um pouco de malabarismo e trabalho duro, mas os seus filhos vão agradecer!
  5. Cuide-se. É fácil ficar tão ocupado com as necessidades do seu filho com autismo que se esquece de cuidar de si. Mas, claro, a experiência do seu filho dependerá muito dos seus próprios sentimentos de alegria, calma e sazonalidade. Isso significa que você também precisa de uma oportunidade de viver os seus eventos favoritos das festividades, filmes e comida. Peça ajuda de amigos e familiares, se for necessário, mas certifique-se de ter uma foto especial da comemoração natalícia que torna a época brilhante!

Fonte: https://goo.gl/yRH7o4

Traduzido por: André Costa