9 results for tag: sensorial


NÃO SOU SÓ O MEU AUTISMO

Fui diagnosticada com autismo em maio de 2015, com 28 anos. Primeiro, chorei e corri para o quarto. Senti-me como se tivesse levado um murro na barriga e isso deixou-me com falta de ar. Tantos pensamentos apareceram na minha cabeça enquanto lágrimas quentes corriam pela minha cara.«Autismo? Eu? Porquê eu?! Tenho mesmo isto? A minha vida acabou oficialmente. Sempre me senti tão diferente da maioria das pessoas. Pensei que só os rapazes podiam ser ter autismo. As pessoas com autismo não são brilhantes? Porque definitivamente não sou. Nunca serei NORMAL agora. Não deviam ter reparado nisto antes? ODEIO O AUTISMO!”Como podem ver, os ...

Terapia de integração sensorial & autismo

Desregulação do processamento sensorial (hipersensibilidade e hipossensibilidade à luz, ao cheiro, ao paladar e ao tato) tem sido há muito tempo descrita como um sintoma de pessoas com autismo. Em 2013, com o DSM-5 (a versão mais recente do diagnóstico manual), problemas sensoriais tornaram-se uma parte oficial do diagnóstico, descrito como: “Hiper ou Hiporeatividade a contribuições sensoriais ou interesses incomuns sobre aspetos sensoriais do meio ambiente (ex., indiferença aparente à dor/temperatura, respostas adversas a sons ou texturas específicas, tocar ou cheirar objetos em demasia, fascinação visual com luzes e movimento)....

O que sabemos sobre a sensibilidade aos ruídos no Autismo?

Donald ficava “completamente petrificado perante o aspirador”. Também Elaine, que não ousava passar perto do armário onde o aspirador ficava arrumado. Richard, Barbara e Virginia, por outro lado, ignoravam o som, a ponto de outras pessoas chegarem a questionar se não seriam surdos.Estes foram os primeiros filhos do autismo, descritos num artigo de referência de Leo Kanner, datado de 1943, dando nome e definição a uma perturbação que, atualmente, afeta uma em cada 68 crianças norte-americanas.Entre outros, a maioria das crianças que ele estudou partilhava uma relação atípica com o som – ignorando-o ou temendo-o. Hoje, ...

O Autismo e a Sobrecarga Sensorial!

Por Lisa Jo Rudy | Revisto por Joel Forman, MDAs pessoas com autismo são muitas vezes sensíveis ao ambiente em que estão inseridas.  É claro que isso significa coisas diferentes para pessoas diferentes no espetro - mas, em geral, as pessoas com autismo têm sistemas "sensoriais" invulgarmente sensíveis, o que significa que os seus sentidos (visão, audição, tato, olfato e paladar) podem ser facilmente sobrecarregados.O que é ainda mais desafiador para as pessoas com autismo é “ignorar” esta informação sensorial à medida que ela chega.Assim, ao contrário das pessoas com sistemas sensoriais típicos, as pessoas com ...

Quando a criança se despe a toda a hora

Algumas mães contactam-nos pois os seus filhos estão numa fase em que se despem constantemente e que as pessoas que os acompanham sentem-se desconfortáveis com a situação e não sabem como reagir! Embora vestir-se seja sem dúvida tido em conta sempre que trabalhamos com crianças com autismo, se as vossas crianças estão em casa e vocês têm um programa para elas a correr, dependendo das idades delas (no caso especifico tem 6 anos), este aspecto não é a prioridade principal. Lembrarmo-nos de que as nossas crianças estão sempre de alguma forma a tomar conta delas próprias é crucial para as ajudarmos, portanto dê a si próprio a oportu...

Porque é que a sua criança anda nas pontas dos pés?

A sua criança anda muito nas pontas dos pés? Não é a única. Muitas crianças neste espectro fazem isso. (Quando tinha autismo também o costumava fazer!) Em muitos casos, as pessoas tentam de tudo para parar com o andar nas pontas dos pés e, por vezes, é sugerida a cirurgia. No Programa Son-Rise®, a nossa missão é sempre tentar perceber primeiro. Relativamente ao andar nas pontas dos pés existem várias teorias/ possibilidades:1) Hipersensibilidade tátil, em que a criança acha que a pressão na parte inferior dos pés ou do calcanhar é desagradável e a tenta evitar;2) Um sistema propriocetivo hipossensível, que enfraquece a ...

Dicas para um Playroom mais livre de distrações

Aqui ficam os aspetos que frequentemente chamamos à atenção dos pais quando brincamos nos playrooms das famílias. Por favor notem que estas são simplesmente ideias e que o playroom de quem quer que seja é individual e eu sinceramente acredito que VOCÊ sabe o que é o melhor para o seu filho.Iluminação - Garantam que não usam luzes fluorescentes uma vez que distrai particularmente com o seu “mmmmmm” (som), luz intermitente, e a própria luz pode ser demasiado estimulante. Por outro lado, reparem no tipo de luz do sol que o vosso quarto recebe ao longo do dia e como afeta o vosso filho. Algumas crianças ficam incomodadas com luz a ...

Integração Sensorial e o quarto de brincar do The Son-Rise Program®

Um pai recentemente perguntou-me se o The Son-Rise Program® podia ajudar crianças com desafios na integração sensorial – e eu diverti-me tanto a responder a essa pergunta que me senti inspirada a partilhar com vocês. O playroom do Programa Son-Rise é um lugar mágico – e é o lugar perfeito para ajudar a sua criança com problemas de integração sensorial. “Perturbação do Processamento Sensorial” (por vezes chamado “Disfunção da Integração Sensorial”) significa que o cérebro da criança tem dificuldades a processar e agir face ao estímulo que recebe do ambiente que a rodeia. As crianças podem demonstrar problemas no ...

10 Maneiras de Variar a Forma de Apertar

Muitas crianças gostam muito de ser apertadas nas mãos, nas pernas, na cabeça, etc., e grandes apertões de corpo inteiro. Aqui ficam 10 ideias a experimentar se o seu filho gosta de sentir pressão. 1) Traga 2 almofadas para o playroom e segure-as nos braços. Divirta-se a apertar o seu filho no meio das almofadas quando ele estiver motivado para isso.2) Use fantoches para apertar as mãos e os pés dele. Use diferentes vozes para cada fantoche enquanto serve de modelo de como dizer a palavra “apertar”.3) Encha um chapéu de adjetivos escritos em várias tiras de papel (e.g.depressa, devagar, mais fundo, a tremer, etc.). ...