33 results for tag: terapias


Terapia Ocupacional & Autismo

Segundo a Associação Americana de Terapia Ocupacional, a terapia ocupacional é "um tratamento qualificado que ajuda os indivíduos a alcançarem independência em todas as facetas das suas vidas. A terapia ocupacional ajuda as pessoas a desenvolver as 'habilidades para o trabalho de viver' necessárias para vidas independentes e satisfatórias".Noutras palavras, os terapeutas ocupacionais trabalham com uma enorme variedade de competências e com pessoas de todas as idades. Como resultado, as abordagens dos terapeutas variam amplamente, dependendo do treino de cada terapeuta individual, áreas de interesse, local de trabalho e talentos pessoais. ...

Terapia Lúdica & Autismo

As crianças pequenas aprendem através de brincadeiras. Crianças que se desenvolvem a um ritmo normal usam brincadeiras para construir competências físicas e sociais, para experimentarem diferentes personalidades e personagens e para criar amizades. No entanto, crianças com autismo podem brincar de diferentes formas. É mais provável que brinquem sozinhas e as suas brincadeiras muitas vezes são repetitivas e sem grande objetivo em mente. Muitas vezes deixadas sozinhas, as crianças com autismo ficam limitadas, incapazes de explorar as suas próprias capacidades ou interesses.Terapia lúdica é uma ferramenta para ajudar crianças com ...

Como a Terapia Dramática Pode Ajudar Pessoas com Autismo?

A terapia dramática é uma aproximação testada ao longo do tempo a fim de ajudar as pessoas que tenham muitos desafios a poderem desenvolver a sua capacidade de interagirem com sucesso com os outros. Isso envolve alguns exercícios teatrais – improvisação, atuação de cenas, atuação fisicamente, etc. – de modo a fortalecerem as aptidões ao nível da comunicação social. Para algumas pessoas verbais com autismo, poderá ser uma estratégia divertida e efetiva.Construir as ForçasAs pessoas com autismo podem ser verbais, mas faltam-lhes habilidades para falarem e interagirem socialmente. Por vezes, as pessoas com autismo têm ...

Faça a Hora de Brincar Ser Divertida e Terapêutica para Crianças com Autismo!

 Por Lisa Jo Rudy / medicamente revisto por Joel Forman, MDSe existe um problema partilhado por todas as crianças com autismo, esse é a dificuldade de usar habilidades comuns ao brincar. As crianças com autismo conseguem alinhar ou empilhar brinquedos, brincar sozinhas, resistindo à interação com outras crianças, andar à roda, balançar ou passam o tempo de outra forma no seu próprio mundo.É essa auto absorção que dificulta a aprendizagem das crianças com autismo através da imitação, que dificulta a socialização com outras crianças, ou que se conectem com os adultos nas suas vidas. Em teoria, os pais podem desempe...

Fisioterapia & Autismo

 A maioria das pessoas com Autismo pode beneficiar da Fisioterapia.As pessoas no espectro do autismo sofrem de desafios em muitas áreas. Além de atrasos no desenvolvimento, a maioria tem baixa tonificação muscular e grandes dificuldades de coordenação motora (correr, chutar, lançar, etc.). Estas questões podem interferir no funcionamento básico do dia-a-dia e é quase certo que elas interferem com o desenvolvimento social e físico.Os Fisioterapeutas são treinados para ajudar com estes problemas. Um Fisioterapeuta pode não só ajudar o seu filho a desenvolver força e coordenação muscular, mas pode também fazê-lo no ...

Terapia LEGO para crianças com autismo

 Terapia Lúdica para o AutismoPor Lisa Jo Rudy | Revisto por um médico certificadoAs coisas que as crianças com autismo gostam são sempre muito específicas. Os terapeutas lúdicos têm, desde há muito tempo, estudado as paixões de crianças com autismo para as ajudar a aprender habilidades tais como a colaboração, a comunicação e o pensamento simbólico. Agora, um grupo de pesquisadores acha que a construção com blocos LEGO é uma ferramenta frutífera para a terapia do autismo - e uma ótima maneira de ajudar as crianças com autismo a construírem um interesse que podem partilhar com as outras crianças sem a perturba...

De que modo é que a Arteterapia ajuda pessoas com autismo?

 Arteterapia é uma forma livre de riscos para ajudar o seu filho a relacionar-se com as suas emoções.De acordo com a American Art Therapy Association, “Arteterapia é uma profissão que utiliza o processo criativo de fazer arte para melhorar e reforçar o bem-estar físico, mental e emocional de indivíduos de todas as idades. Baseia-se na crença de que o processo criativo envolvido na autoexpressão artística ajuda as pessoas a resolver conflitos e problemas, desenvolver habilidades interpessoais, controlar o comportamento, reduzir o stress, aumentar a autoestima e a autoconsciência, além de obter conhecimento.”Não há ...

Terapia de integração sensorial & autismo

 Desregulação do processamento sensorial (hipersensibilidade e hipossensibilidade à luz, ao cheiro, ao paladar e ao tato) tem sido há muito tempo descrita como um sintoma de pessoas com autismo. Em 2013, com o DSM-5 (a versão mais recente do diagnóstico manual), problemas sensoriais tornaram-se uma parte oficial do diagnóstico, descrito como: “Hiper ou Hiporeatividade a contribuições sensoriais ou interesses incomuns sobre aspetos sensoriais do meio ambiente (ex., indiferença aparente à dor/temperatura, respostas adversas a sons ou texturas específicas, tocar ou cheirar objetos em demasia, fascinação visual com luzes e ...

Terapia Ocupacional

Quais são os benefícios da Terapia Ocupacional para a criança com Autismo? Quando falamos em Terapia Ocupacional Infantil, nos remetemos a três grandes áreas nas quais são de extrema importância na infância: AVDs (atividades da vida diária), atividades relacionadas ao trabalho escolar e o brincar. A criança aprende sobre o mundo quando interage com ele, usando as informações que lhe chegam pelos sentidos, essas interações se dão através do brincar, sendo este o principal recurso utilizado pela Terapeuta Ocupacional.O objetivo global da terapia ocupacional é ajudar a pessoa com autismo a melhorar a qualidade de vida em casa e na ...

O que é o Neurofeedback?

O Neurofeedback é  um método  não invasivo e não farmacológico e sem efeitos secundários.Permite uma auto regulação do cérebro de forma a que possa por si resolver questões relacionadas com a área mental, física e emocional. É um tipo de biofeedback que se baseia na medição da atividade elétrica cerebral através da medição das ondas cerebrais. O Neurofeedback é um treino direto das funções cerebrais através do qual o cérebro aprende a funcionar de uma forma mais eficiente. É um exercício cerebral gradual de auto aprendizagem e auto regulação. Resultado: auto- regulação! O objetivo é ter um cérebro ...