Celebrar: a sua importância e como utilizar esta técnica

Somos educados, inevitavelmente, a olhar para o que está errado, incorreto ou que está a falhar nas nossas vidas. E acabamos por nos esquecer de sermos gratos por aquilo que temos e pelas nossas pequenas vitórias.

O mesmo acontece com a nossa reação para com as nossas crianças. Estamos mais focados para o que elas ainda não conseguem fazer, para aquilo que estão a falhar e a errar, e ignoramos as milhentas tentativas e sucessos delas de comunicar, interagir ou apenas brincar connosco.

Está na altura de moldar e mudar esta ideia pré-concebida, onde olhamos para o que está mal, e começar a olhar para as pequenas (mas grandes) vitórias, para chegar mais à frente, passo a passo. E, por isso, é que é importante celebrar.

Um simples olhar, um pequeno som ou uma palavra deve, sempre, ser elogiada e CELEBRADA!

Mas porquê celebrar? 

Grande reação → Repetição da ação. Tão simples quanto isto 🙂

Celebrar faz com que a sua criança perceba que está animado (grande reação) e dá-lhe o poder de controlo na suas reações, neste caso, reações positivas e divertidas! Estamos a passar-lhe a mensagem de que o que ela faz é eficaz e útil e mostramos o nosso contentamento pelo que ela é. E isso, vai ter resultados futuros (repetição da ação). Para além disso, demonstramos que somos bem divertidos para ela interagir connosco!

Pense comigo: recorde-se daquela vez que o seu chefe o/a elogiou ou de quando alguém agradeceu o que fez por alguém. Provavelmente sentiu-se feliz, apreciado/a, amado/a e com mais força para continuar a fazer o que fez. O mesmo acontece com as nossas crianças.

Quando celebra a sua criança, solta todos os julgamentos, preconceitos, medos ou tristezas, e estará a passar a mensagem de que ama a sua criança como ela é.

Celebre com toda a sua força

Quando celebrar, festeje como se tivesse ganhado o euromilhões, porque realmente ganhou algo incrível! Ganhou uma interação ou uma tentativa de interação por parte da seus criança e isso deve ser valorizado!

Deixamos, abaixo, alguns exemplos de celebrações e elogios:

  • “Uau, adoro quando olhas para mim!”
  • “Obrigada por me teres dito o que queres! Uh-uuhh!”
  • Aplauda (silenciosamente, se necessário)
  • Use o seu corpo para mostrar o entusiasmo
  • Gira, corra, salte, cante, dance… de alegria!
  • Abra muito os olhos para mostrar a sua felicidade
  • Faça um desenho para a criança
  • Ofereça beijos e abraços
  • Agite os braços no ar
  • Pegue no boneco preferido da sua criança e faça com que ele também festeje.

Todas as formas de festejo são válidas, dependendo do gosto da sua criança, seja original e divertido!

E quando se sentir desconfortável com a sua celebração “exagerada” lembre-se, essa celebração divertida é muito impactante para a sua criança!

Nota: Não é necessário ser sempre rápido ou barulhento. Pode ser calmo e lento nas suas celebrações, animações e interações. É importante adaptar-se à sua criança, todas elas são individuais e diferentes.

Comemore a tentativa 

Muitas vezes celebramos apenas quando o resultado vem. Mas é importante incentivar a tentativa. Um simples olhar, gesto, palavra ou som… Toda a tentativa de interação connosco deve ser celebrada para se incentivar que existam mais e mais!

Por exemplo, quando a sua criança fizer uma tentativa de uma tarefa ou disser “ga” na tentativa de dizer “água”, celebre! A tentativa é a “ponte” para a criança, mais tarde, obter o modo correto. Claro que, se a criança disse “ga”, não vamos dizer «“Uau, disseste “água”» nem «Não, não é assim». Festejar a tentativa é dizer algo como «Está quase! Que bom que tentaste! Estou tão feliz! Bora lá tentar de novo!».

Quando a sua criança não conseguir fazer algo ou fizer “errado”, não se sinta mal ou frustrado. Lembre-se, ela está a fazer o melhor que pode e está a tentar, e isso já é maravilhoso!

Utilize os 3 E’s: Energia, Entusiasmo e Empolgamento

Normalmente usamos sempre o mesmo tom de voz, a mesma expressão facial e mexemo-nos pouco. Mas está na hora de mudar isso! Os três E’s são essenciais nas interações com as nossas crianças. Todas elas ficam fixadas e maravilhadas com alguém que tenha Energia, Entusiasmo e Empolgamento! Pois as suas expressões faciais, vozes e movimentos são eficazes para inspirar e chamar a atenção da criança

Para além de usar os três E’s nas celebrações, pode utilizá-los a dar banho, a brincar, a almoçar ou jantar, a pedir algo, entre outros momentos. Mas também há exceções…

Onde é que NÃO devemos usar os 3 E’s?

Quando a criança estiver em estereotipia ou se nós estivermos a “juntar” a ela ou quando está a fazer birra ou a partir algo. Tirando essas exceções, use sempre com a sua criança toda a Energia, Entusiasmo e Empolgamento.

Lembre-se, a atitude faz toda a diferença na interação com a sua criança. E tenha em conta que nós somos a referência delas e que devemos mostrar-lhes o quanto é bom fazer parte deste mundo.

Celebrar é amar! 

Celebrar é mostrar o quanto amamos e aceitamos as nossas crianças, tais como elas são. Quando permitimos que exista essa alegria e amor, acontece naturalmente a magia de sentirmo-nos com energia e motivação.

Criamos uma ligação imensa com a nossa criança que é fundamental para uma relação mais profunda de conexão e interação.

E acredite, com esta mudança de pensamento, a sua própria atitude para com as outras coisas ao seu redor vão mudar, pois vai estar mais consciente e grato pelas simples coisas 🙂