Como trabalhar a clareza da comunicação verbal da sua criança?

Para trabalhar esta questão, o primeiro passo para ajudar a sua criança a ser mais clara no uso do seu vocabulário, passa por primeiro observar como forma as palavras e as frases. Verifique antes de mais os seguintes factores:

  1. A boca: abre demasiado a boca quando fala e raramente junta os lábios? Ou fica com a boca demasiado fechada, mal a abrindo para falar? Ambas resultam em comunicações imperceptíveis.
  2. A língua: toca com a língua nos dentes para produzir o som “d”, ou no céu da boca para o som “l”?.
  3. Os lábios: junta os lábios, como se fossem dar um beijo, para o som “w”? Estica os lábios em direção às orelhas para o som “i”?

Assim que perceber qual é a forma como a sua criança articula as palavras, pode-se começar a ajudá-la a trabalhar esta capacidade. Podemos fazer isso exemplificando-lhe como se faz, lentamente, com a nossa própria boca. Enquanto estamos a exemplificar podemos explicar-lhe cada passo verbalmente e, assim, a sua criança recebe indicações claras de como mover a boca para se expressar melhor.

O importante a ter em mente quando estas situações surgem:

  1. Modele claramente o som/a palavra, de forma bem articulada que ela tem dificuldade em verbalizar. Movimente os vossos lábios, a língua e o queixo mostrando à sua criança como a palavra é verbalizada.
  2. Exagere os movimentos orofaciais utilizados para verbalizar o som/a palavra. Ao invés de verbalizar o som/a palavra, exagerar e dizer a palavra em câmara lenta, abrindo bastante a boca e movimentando a língua de forma engraçada.
  3. Comemore qualquer tentativa de comunicação gentil, verbal ou não verbal. Por exemplo, se estiver a modelar a palavra “rua” e a sua criança verbalizar “ua”, comemore a sua tentativa de falar a palavra e explique o que percebeu: “Falaste ‘ua” para “ru-a, fantástico!”. E modele de seguida a palavra novamente “está quase quase perfeito, a mãe/pai vai-te ajudar a dizeres melhor para depois irmos para a rua: RU-A!”.

Outra questão importante é dar espaço à criança para verbalizar. Nestas situações, especificamente quando solicita que a sua criança verbalize, tente falar o menos possível – para não ser demasiado informação ao mesmo tempo – e depois de fazer o seu pedido, crie um espaço de silêncio para lhe dar hipótese de responder. Para saber mais sobre este tema, veja este artigo: Importância de dar espaço para a nossa criança falar.