177 results for author: Edgar Ribeiro


Atitude: o primeiro passo para a mudança!

Por vezes, mesmo querendo dando o nosso melhor e o nosso maior esforço, não conseguimos ter a atitude mais correta com a nossa criança. Sentimo-nos frustrados, cansados, chateados connosco próprios por não conseguir… Afinal, como é que consigo mudar?  Antes de querer mudar a sua atitude, observe-se e observe as suas crenças. Está a acreditar no seu potencial? Está a acreditar no potencial da sua criança? Que afirmações costuma dizer a si próprio? E à sua criança? Após refletir sobre as perguntas acima mencionadas, vamos ajudá-lo a mudar as suas crenças e as suas afirmações diárias para, depois, mudar a sua ...

Subsídio de Educação Especial

Sabemos que o processo de pedir apoios ou saber quais os apoios a que tens direito, pode ser difícil de entender e por isso decidimos fazer uma série de artigos em que vos explicamos de forma simplificada que apoios podem pedir e qual o processo para o mesmo. Esperemos que ajude! :-)  Para quem: Este subsídio destina-se a crianças e jovens com deficiência permanente, com idade até aos 24 anos. Pois, podemos questionar aqui se faz sentido as PEA serem incluídas como deficiência permanente, mas parece-nos que isso é assunto para um outro artigo, certo? :-) Objetivo: Segundo a Segurança Social, o objetivo é compensar-te por ...

Como lidar com as birras da minha criança?

Quando a nossa criança chora, faz birra ou grita, está a fazer o seu melhor para tentar comunicar. Muitas vezes o desafio é entendermos o que a nossa criança pretende comunicar nesses momentos em que a sua comunicação é difícil de entender.  Na maior parte das vezes, a forma como respondemos a este tipo de comunicação influencia bastante o aumento ou diminuição das birras. E é nesse sentido que criámos o artigo de hoje! Se quer ajudar a sua criança a se comunicar de uma forma mais eficaz, continue a ler. Na maioria das vezes, as nossas crianças usam este tipo de comunicação porque lhe é útil de alguma forma. Talvez a ...

Apoio excecional à família

Desde o passado dia 22 de Janeiro  de 2021, que o Governo reativou a medida de apoio excecional à família, na sequência do fecho das escolas e equipamentos sociais de apoio à primeira infância ou deficiência. Como posso pedir o apoio? Preenche a declaração Modelo GF88-DGSS e entrega/envia à tua entidade empregadora. A declaração também serve para justificar as faltas ao trabalho.Na declaração deve constar o teu Número de Identificação da Segurança Social (NISS), da tua criança e do outro progenitor;Na situação em que os progenitores não vivam em economia comum e não seja possível obter o NISS do outro progenitor, ...

Autismo e Terapias

Qualquer pai ou mãe que comece a pesquisar sobre autismo e terapias, após começar a ver sinais de alerta ou após ter um diagnóstico, entre num labirinto de opções que, por vezes, se torna cada vez mais complexo e confuso à medida que se vai avançando. Qual a melhor terapia para o meu filho? Como é que arranjo tempo no horário para fazer todas as terapias disponíveis? Como é que consigo financiar todas as terapias que existem para dar ao meu filho tudo o que ele precisa? Wow, ok… vamos todos respirar fundo! Deixamos algumas notas, para ajudar no processo e torná-lo, esperamos nós um pouco mais tranquilo: Não existe a melhor ...

Sinais de alerta: O que posso fazer?

Já conversamos com vários pais sobre este assunto e temos realizado questionários sobre este tema e há sempre experiências diferentes que os cuidadores e profissionais partilham connosco. Enquanto ficamos felizes por saber que há muitos cuidadores a ter o apoio que procuram, preocupa-nos que outros se sintam perdidos e tenham dificuldade em encontrar caminhos e respostas. Estar atento aos sinais de alerta relacionados com autismo é importante, pois permite-nos agir rápida e precocemente. E todos os profissionais estão de acordo que a intervenção precoce é um elemento essencial para um prognóstico mais positivo. 1. Então, que sinais ...

Como responder aos sons da minha criança com o intuito de desenvolver a comunicação verbal?

Quando a nossa criança está na primeira fase da comunicação verbal - neste caso começa a verbalizar alguns sons - é fundamental dar uma função à mesma.  Muitas crianças numa fase inicial da comunicação verbal começam a verbalizar alguns sons aleatórios, alguns sem intenção comunicativa. Uma forma de desenvolver esta área e ajudar a criança a perceber a função e utilidade da comunicação verbal é começar a responder a esses mesmos sons, mesmo que nessa fase ainda não saibamos concretamente o que a criança quer comunicar. A nossa criança até pode estar a fazer o som sem intenção de comunicar, mas nós podemos dar-lhe ...

Acreditar no potencial da minha criança

A maior parte das vezes focamo-nos naquilo que a nossa criança ainda não consegue fazer, mas também é importante observarmos o que já consegue fazer e sentirmos-nos felizes com isso. Se conseguirmos mudar a nossa perspetiva e estar gratos pelo o que ela já faz vs focar no que ainda não faz, tudo para nós será mais fácil.  Claro que temos sonhos para a nossa criança e queremos para ela o melhor, mas focar-nos no que ainda não faz e considerado a “norma” era suposto fazer, não nos irá ajudar. Antes pelo contrário, pois pode dar espaço a muita ansiedade, preocupação e frustração.  A nossa criança tem o seu caminho a ...

Os comportamentos auto agressivos da minha criança

Como falado tantas vezes, entender o comportamento é fundamental e o primeiro passo para resolver. No caso dos comportamentos de auto-agressão, estes não são exceção à regra. Vamos tentar olhar para eles de uma forma diferente… Experimente bater com a sua testa contra a parede. Se reparar bem, na maior parte dos casos, as crianças batem com a parte da frente da cabeça – com a testa – a parte mais dura do crânio. No caso de morder as mãos, a maior parte das crianças dentro do espetro, morde a parte grande e macia da mão logo por baixo do polegar. Tente agora morder essa parte com mais força e verá que muito provavelmente deixará a ...

Como criar brincadeiras que sejam do interesse da minha criança?

Antes de mais, o primeiro passo e mais importante para definir ou criar uma brincadeira para as nossas crianças é sabermos quais são os seus interesses e motivações.  Quando falamos em interesses e motivações não é o que a criança faz porque lhe pedimos como desenhar um desenho, fazer um puzzle ou ordenar letras. Mas sim, tudo o que a criança faz de forma espontânea e se diverte a fazer.  Muitas vezes os pais têm dificuldade em perceber quais são as motivações das suas crianças porque muitas vezes não brincam com nada em concreto ou parece que não procuram nada de especial a não ser o ipad, ver vídeos no youtube ou ...